Os 5 presentes que ganhei no fim-de-semana (em ordem alfabética)

Carlinhos Wavel: como sempre, alegre, companheiro, querido. O Wavel é definitivamente um amigo para todas as horas, alegre, sensível e daqueles que consegue fazer uma lista de 5 das situações mais bobas do mundo parecer a lista mais engraçada do momento. Aliás, como eu queria publicar a lista que ele sugeriu em pleno domingo de manhã, enquanto acordávamos... mas não vai dar, por motivos de força maior. Quem sabe um dia, hahaha! Um dia, no passado, ele foi meu afilhado, mas hoje a impressão que tenho é que ele é meu padrinho, aquele que quando está perto, te apoia, te incentiva, te ajuda... Apesar de eu ter aumentado a lista de coisas que ele não rpecisabva saber, ele continuouo mesmo!!!
Marquito: o nosso mais novo amigo e companheiro. Ex The Song, que era muito distante de todos nós, ele se aproximou da gente naturalmente e conquistou o seu espaço. Passou a dar risada com a gente, a curtir as nossas bobeiras, a nos acompanhar em nossos programas de índio, etc. E mesmo tendo sido convidado para um café da manhã que aconteceu antes dele chegar (detalhe: ele foi pontual, o café que se adiantou), ele relevou o fato e deixou acontecer. Claro que não há nada que uma Nhá Benta não resolva! E assim, aquele que parecia um louco, mostrou-se um fofo! Foi muito bom ele estar com a gente e mini mini mini mini mini violada me deixou com gostinho de quero mais. Detalhe: ninguém acreditou que ele é um cara muito sério, pois estava sempre sorrindo. E que sorriso!
Mimi: mais uma vez, mostrou que a sua marca maior é a honestidade e a personalidade. Uma querida. Ela pode não saber exatamente o que quer, mas tem convicção do que não quer. Uma das pessoas mais corretas que conheço e que, não sei porque, me coloca num pedestal onde eu tenho certeza que não estou. Mas assim ela levanta a minha moral, é muito bom! Eu fui meio grossa com ela em horas em que uma dor-de-cabeça chata falou mais alto, mas ela também relevou o fato e continuou a nossa aventura como se nada tivesse acontecido, me deu até presente no final... Mais uma lição para mim.
Naritcha: um caso a ser estudado... ao mesmo tempo em que é uma pessoa descolada de padrões "impostos", ela adora grifes. E atenção, não é qualquer grife!!! Versace e Armani estão entre as suas admiradas! Mas o forte dela são as risadas. As mais gostosas e naturais que eu já ouvi. Como é bom falar alguma besteira e ouvir uma daquelas risadas! Ela já conseguiu salvar a sua própria vida pelo seu jeito positivo de ver as coisas, e esse mesmo jeito continua proporcionando momentos inesquecíveis àqueles que convivem com ela. Sorte que no dia em que eles vieram de Curitiba, estava frio e ela pode usar aquela maravilhosa e não muito discreta jaqueta... marcou, e nunca mais vou esquecer aqueles braços verde-limão se sacudindo na frente do prédio...
Vude: eu nunca tinha tido tanto contato com ele, por isso fiquei bem feliz por ele estar aqui. O Vude é um amor de pessoa, super atencioso e educado. Acho que ele é um ponto de equilíbrio para Nara e Wavel. Afinal, os 3 são completamente diferentes um do outro, mas se complementam. O Vude foi 10 em todos os nossos programas, e até mesmo acordando quase com o sol na cabeça, ele estava o tempo todo bem-humorado e risonho. Vude, pode ter certeza que o tamanho P ficou bem melhor que o M, mas você continuou lindo em qualquer um deles!

Queridos, cada um de vocês foi especial em alguma coisa e fez o meu feriadão inesquecível. Obrigada por tudo, e me desculpem pelos foras e pelas minhas trapalhadas. Logo, logo, faremos outro encontro desses em outra cidade, ok?
beijos a todos, com imenso carinho e já com saudades.
4 comentários

Postagens mais visitadas