Cinco músicas que eu cantava errado:

1. “Agora vem pra perto vem, vem depressa vem sem fim, dentro de mim, que eu quero sentir o teu corpo peludo sobre o meu...” - eu sempre achei meio bizzaro, ousado da parte da Marisa assumir tão publicamente que gostava de homens peludos...

2. “Atirei o pau no gato-to-to, mas o gato-to-to não morreu-reu-reu, dona Chica-ca-ca, dimirocê-cê, duberrô, duberrô que o gato deu!” - essa eu nem vou colocar em negrito... ahahaha!

3. “... soltar essa louca, arder de paixão não há como doer pra decidir, só dizer sim ou não, mas você agora eu sei...” - até que poderia fazer algum sentido... só o nome da música que ficava meio perdido ahaha

4. “Um dia eu vou estar à toa e você vai estar na mira... eu sei que você sabe que eu sei que você sabe que é difícil te dizer... o meu coração é um distúrbio involuntário e ele pulsa por você” – também não é de toooodo mal... risos!

5. “Se eu to alegre eu ponho os óculos e vejo tudo bem, mas se eu to triste eu tiro os óculos, eu não mejuro ninguééééém!!” – eu não sei, eu não sei o que eu achava que signifcava o verbo “mejurar”...
2 comentários

Postagens mais visitadas