5 formas de deixar fluir a Serendipidade...

Bem, esse negócio de serendipidy me remeteu há alguns anos atrás, quando eu, ainda jovem (digo, bem mais jovem do que eu sou:), li um livro sobre o processo criativo e como ele acontecia. Dentre suas várias formas de manisfestação, uma delas era chamada de Serendipidade, ou seja, quando você tinha um problema a ser resolvido, você deveria se abastecer de informações sobre ele e depois esquecê-lo. Assim, o seu subconsciente ficava processando as informações enquanto você pensava em outras coisas. De repente, alguma situação ou fato isolado soltava a faísca que acendia o seu subconsciente e trazia a solução do problema.

Todo mundo faz esse processo, mesmo que inconscientemente. Portanto, seguem algumas maneiras que eu uso para induzir o meu processo de Serendipidade sobre um determinado problema:

1) Caminhar em meio à natureza
2) Ler um livro que não tenha nada a ver com o problema, tipo do Calvin e Haroldo
3) Arrumar o quarto e descobrir coisas que, segundo eu, estavam desaparecidas há anos:)
4) Jogar no PC
5) Tirar alguma nova música no violão, num processo repetitido de ouvir a música e descobrir sua referência nas cordas do violão.

Sei que esse post é meio metafísico, mas funciona que é uma beleza:)

Abraços a todos!
4 comentários

Postagens mais visitadas